Sessão Pipoca: Ernest e Celestine

Foi assim que Ernest e Celestine apareceram na minha vida: numa noite fria de domingo, com as melhores companhias (meu namorado e meu edredon). Uma visita rápida à Netflix, e a programação tinha sido escolhida.

A princípio, relutei um pouco em assistir, já que a capa do filme e sua origem francesa não me passaram muita animação. Lembro até de ter dito que parecia um filme “de chorar”, e eu não queria chorar naquela noite (#mejulgue, eu choro por qualquer coisa). Mas meu namorado é insistente (muito obrigada por isso, amor! Se não fosse pela sua insistência não teria conhecido grande parte dos meus filmes e séries preferidos), e enfim começamos a assistir.

Ernest e Celestine

Preciso dizer que me apaixonei? Que história mais fofa! Que animação mais bem feita!

Vamos ao que interessa então, quem são Ernest e Celestine?

Ernest é um urso, e Celestine é uma ratinha, e numa sociedade onde ursos e ratos são mais do que inimigos, os dois acabam encontrando a amizade onde menos podiam esperar.

O mundo como conhecemos é povoado pelos ursos, e no subterrâneo é onde os ratos estabeleceram sua sociedade. As duas espécies sabem da existência uma da outra, e convivem bem com isso. Cada um em seu lugar, mas pensar em se misturar, jamais!

Os ratos ensinam suas crianças que os ursos são gigantes e malvados, e podem até comê-los vivos, enquanto os ursos consideram os ratos pequenas pragas, animais sujos e indignos de viver no mesmo mundo que eles. Até que um encontro improvável pode mudar esse pensamento.

Celestine é uma ratinha órfã, aprendiz de dentista que sonha em ser pintora, e que por isso não se encaixa muito bem na sociedade, assim como não acredita muito nas histórias que lhe contam a respeito dos ursos, tendo até uma certa fascinação por eles. Já Ernest é um urso pobre, que busca seu sustento honestamente como músico, mas que também não é aceito pela sociedade dos ursos, que o consideram um vagabundo.

Um aspecto bastante interessante da história, é que os ratos dependem dos ursos de certo modo. Eles acreditam que só conseguiram se desenvolver graças aos seus dentes, e os tratam com o maior cuidado do mundo, mas problemas odontológicos acontecem. A solução para isso, é substituir os dentes dos roedores, por dentes de ursos. São os aprendizes de dentista que são responsáveis por subir até a superfície e coletar o maior número possível de dentes. E é numa noite dessas que o encontro entre os dois personagens título acontece, mostrando que é possível sim que as duas espécies possam conviver em harmonia.

E é salvando a pele de Ernest pela segunda vez que ela conseguirá a ajuda que precisa, e claro, isso juntará os dois num laço de amizade muito bonito, mas também colocará toda a sociedade – tanto os ursos quanto os ratos – contra eles.

Óin, que fofo! E o que você achou?

É realmente uma animação MUITO fofa, e acredito que os pequenos irão gostar bastante também. É um filme que foge de todo aquele padrão Hollywood de ser, já que o desenho parece ser todo feito à mão (e eu acredito que seja), e colorido com aquarela. Não é a toa que foi indicado ao Oscar de 2014, na categoria Melhor Animação.

Ernest e Celestine2

A trilha sonora é muito bem elaborada, com músicas instrumentais (ao piano e violino, principalmente) que se mesclam ao visual da animação de forma indissociável. Uma cena na metade do filme chega a arrepiar, de tão bonita: quando Celestine está pintando, Ernest começa a tocar, e a música dele se junta à pintura dela.

É tudo muito suave, muito bonito de ver, mas não é um filme que se prende só a isso. Ernest e Celestine tem um enredo lindamente construído, com personagens bem construídos, e uma importante discussão, mas que não é abordada de forma a parecer uma lição de moral. Discussão essa sobre o preconceito, sobre como ninguém precisa se encaixar na sociedade, sobre como o amor, o carinho, mas principalmente sobre a amizade.

Os laços que se formam entre Ernest e Celestine não poderiam ser diferentes. São duas criaturas com almas de artistas, que finalmente se encontraram um no outro. ❤

Anúncios

2 comentários sobre “Sessão Pipoca: Ernest e Celestine

  1. Entrei no ‘Blogs Recomendados do WordPress’ e lá estava o seu, Aparecida!
    Que bacana que entrei! 🙂
    Parabéns pelo espaço. Super clean e ótimos posts. Sempre gosto de conhecer novos colegas de blog assim vou aumentando minha rede e claro, conhecendo sobre diversos assuntos e até mesmo cultura.
    Bom, já estou seguindo para não perder as novidades. Sucesso.

    Estendo aqui o convite para conhecer o meu blog… Ficarei contente com sua visita! 🙂
    HuG!
    http://www.andrehotter.com
    👻 Snapchat: andrehotter

Deixe aqui um comentário e faça uma pessoa feliz! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s