Um Estudo em Vermelho – Arthur Conan Doyle

A principal sensação que tenho após terminar de ler esse livro é de arrependimento. Sim, arrependimento de ter demorado tanto para ler uma história do famoso detetive inglês. (Obrigada, amor, por ter me dado essa fofura de livro!)

DSC_0205

Um Estudo em Vermelho narra os acontecimentos que levaram ao encontro de Dr. Watson e Sherlock Holmes, além do caso investigado pelo detetive. Ferido no ombro, vivendo às custas do estado, e em busca de um companheiro para dividir um apartamento e suas despesas, Watson é apresentado a Sherlock Holmes, um homem bastante peculiar, mas que aceita sua proposta de dividir um lugar para morar. Com isso, Holmes acaba envolvendo Watson em um dos casos em que é solicitada a sua investigação: um homem encontrado morto numa casa abandonada, sem ferimentos, e aparentemente sem nenhuma razão para o assassinato.

A história é contada em duas partes. A primeira é narrada pelo Dr. Watson, e conta como a célebre dupla se reuniu, além do mistério do assassinato e sua solução. Já a segunda parte é narrada em terceira pessoa e conta a história por trás do mistério investigado, e como Sherlock o desvendou. Achei isso muito atípico, uma vez que o mistério já é solucionado logo na primeira parte do livro. Isso não me incomodou de maneira nenhuma, muito pelo contrário: me intrigou ainda mais, e me fez mergulhar de cabeça no livro.

A linguagem usada é de fácil compreensão, e acredito que essa seja a razão para prender o leitor na história, e desejar não largá-la. Sir Arthur Conan Doyle me transportou para a Londres do século XIX, e me encantou com seu modo de escrever.

Quanto ao protagonista, Sherlock Holmes: um exímio detetive, extremamente observador, e de certo modo muito misterioso. E, não poderia deixar de mencionar, sarcástico, e dotado de um humor que pende muito para o lado negro. O que dizer além de: apaixonei? Afinal, ainda estou tentando entender como um escritor conseguiu criar um personagem tão único.

DSC_0218“(…) ‘Bem, eu não disse que havia alguma coisa contra ele. É um pouco extravagante em suas ideias – um entusiasta de alguns ramos da ciência. Até onde sei, é um sujeito bastante decente.’ (…)”

O começo do meu relacionamento com Sherlock não poderia ter começado melhor: Um Estudo em Vermelho é apenas o começo do desenvolvimento de um personagem genial.

Extra: Minhas palavras ao abrir o pacote foram: “É tão fofinho!”. Sim, por ser a edição Bolso de Luxo, da editora Zahar, o livro é pequenino. A mais nova fofura da minha coleção, e estou tão apaixonada por tudo, que simplesmente necessito compartilhar mais fotos desse pequeno grande livro.

DSC_0207

DSC_0209DSC_0213DSC_0215DSC_0216DSC_0211

Anúncios

Um comentário sobre “Um Estudo em Vermelho – Arthur Conan Doyle

  1. Pingback: Resumo de março/2014 | da Carneiro

Deixe aqui um comentário e faça uma pessoa feliz! :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s